COMPARTILHAR
Marcos Rocha
Créditos: www.galodigital.com.br

Sem técnico, sem expectativa e com um time com claras críticas sobre o seu desequilíbrio, o Atlético vive momentos de tensão. A contratação de um novo treinador seria um ponto de partida, mas seguir com o interino Rodrigo Santana é o melhor cenário diante das várias respostas negativas que o Galo recebe. Após a derrota para o Palmeiras, por 2 a 0, nesse domingo, no Mineirão, o lateral-direito Marcos Rocha soltou o verbo contra a diretoria da agremiação mineira e coloca a culpa em Alexandre Gallo pelo problema vivido atualmente.

“Primeiro, tem que respeitar os colegas de profissão, mas mudou bastante as características. O Atlético trouxe Alexandre Gallo em 2017 e deu liberdade a ele, deixou ele fazer uma revolução. Agora colhe os frutos disso aí”, destacou em entrevista a Rádio 98FM.

Rocha deixou o Atlético após renovar o contrato por um ano. Essa foi à condição mínima para ele deixar o clube, pois, na metade da temporada poderia assinar um pré-contrato com outra equipe e sairia de graça. Mas em outubro de 2017, o jogador já tinha deixado claro seu desejo de deixar o clube.

“Quando eu fiquei sabendo que o Gallo estava chegando no Atlético já conversei com meu irmão, que era quem cuidava da minha carreira, e falei que não queria continuar. O resultado está aí. O Atlético colhe o que plantou”, completou.

Do correspondente Marcellus Madureira

Facebook Comments