COMPARTILHAR

Há exatos 25 anos, o basquete feminino do Brasil atingiu o seu ápice em Jogos Olímpicos. A Seleção conquistou a histórica medalha de prata, a primeira do basquete feminino do País.

A conquista foi a vitória de uma geração que, dois anos antes, já havia conquistado o título da Copa do Mundo da Austrália 1994 e que confirmou sua grandiosidade.

Seleção Brasileira feminina de basquete que conquistou a medalha de prata em Atlanta 1996. (Foto: Divulgação/CBB)

Trabalho por Paris 2024 já começou

A Confederação Brasileira de Basquete (CBB) segue trabalhando para que o a delegação feminina volte aos Jogos Olímpicos. Após não conseguir a vaga em Tóquio 2020 através do Pré-Olímpico de Bourges, a Seleção Brasileira iniciou o planejamento para Paris 2024 com a manutenção da comissão técnica. Neste ano, teve a chegada de Magic Paula para a direção do feminino.

A CBB iniciou o Projeto Adelante, de capacitação do basquete feminino. Além disso, aumentou a participação feminina na confederação com a chegada de Monica Atílio e Alê Minatti. Houve também a aprovação do projeto “Her World, Her Rules”.

Há dois meses, o Brasil conquistou a medalha de bronze na AmeriCup e garantiu a classificação para o Pré-Mundial, marcado para fevereiro de 2022. Será quando a Seleção Brasileira buscará um lugar na Copa do Mundo da Austrália, também marcada para o ano que vem.