COMPARTILHAR

Jemerson tem uma proposta do Corinthians na mão para renovar seu contrato com o clube do Parque São Jorge.

Mas, a um dia do fim de seu vínculo, o zagueiro ainda não procurou os dirigentes do Timão para se posicionar. Pelo menos isso não aconteceu até a noite dessa segunda-feira.

Se nada mudar, o clássico contra o São Paulo, agendado para às 21h30 da próxima quarta-feira, na Neo Química Arena, deve marcar a despedida do atleta.

Há pouco mais de um mês, a saída do jogador de 28 anos era dada como certa nos bastidores. O cenário, nesse período, mudou, e chance de Jemerson ficar passou a ser considerada, principalmente pela resposta do mercado.

Após um “namoro” com o Atlético-MG, Jamerson não recebeu uma proposta oficial. Os valores pedidos pelo empresário do atleta não foram aceitos nem pelo Galo nem por nenhum outro clube até agora.

A diretoria corintiana reforçou o desejo de continuar contando com o beque no elenco, mas se manteve firme na estratégia de não fazer “loucura” para estender a relação. Uma proposta salarial “dentro da atual realidade do clube” foi colocada na mesa.

Caso o empresário do jogador não receba uma oferta melhor, a renovação com o Corinthians ainda pode acontecer.

Jemerson deixou o Monaco-FRA e acertou com o Corinthians em novembro do ano passado sob o custo de de 680 mil euros, cerca de R$ 4,5 milhões na época. O beque participou de 21 jogos e anotou três gols.

Há 14 dias, Jemerson voltou a treinar com grupo depois de passar um mês afastado, para tratar uma lesão. Imediatamente, ele também retomou à rotina dos jogos, ao ser relacionado, mesmo que para ficar no banco de reservas.

Sylvinho nunca escondeu o desejo pela permanência do atleta, desde que ela seja possível.

Tiago Salazar