COMPARTILHAR

O Brasil comemorou os títulos masculino e feminino da Meia Maratona do Rio. Marcos Fernandes da Cruz e Simone Ponte Ferraz foram os campeões da prova, que marcou a retomada das corridas de rua com permits da Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt) em 2021, após um período de mais de um ano e meio, em função de todos os problemas causados pela pandemia global da covid-19.

A prova de 21.097 m foi disputada, com largadas a partir das 5 horas, na Praia do Leblon, com Permit 2/2021 e selo prata. O Permit 1/2021 e selo ouro foi dado para a Maratona do Rio, que será disputada neste feriado de segunda-feira (15/11) também no Rio, a partir das 5 horas.

O percurso da prova contou com o visual de cartões postais do Rio, passando pelas orlas de Ipanema, Copacabana, Botafogo e terminando no Aterro do Flamengo, com a vista da Baía de Guanabara e do Pão de Açúcar.

O primeiro atleta a cruzar a linha de chegada foi Marcos Fernandes da Cruz, 37 anos, com 1:08:42. Entre as mulheres, Simone Ponte Ferraz (APA Jaraguá), 31 anos, levou o primeiro lugar, em 1:15:21. No total, cinco atletas subiram ao pódio em cada categoria – todos brasileiros.

Com o resultado, o baiano Marcos Fernandes já faz planos para o futuro. “Meu próximo passo é correr uma maratona. A prova é muito boa, o tempo estava ótimo, pretendo voltar nas próximas. Fiquei um ano sem correr e, nos últimos seis meses, estou em Brasília treinando para resgatar meu ritmo para as competições”, lembrou o atleta que este ano conquistou a primeira colocação também na BSBS Race Half Marathon 2021 e acumula outros prêmios, como a terceira colocação na Volta da Pampulha, em 2019.

A catarinense Simone Ferraz, que este ano representou o Brasil nos 3.000 m com obstáculos nos Jogos Olímpicos de Tóquio, estava radiante com o resultado. “Estava me preparando para representar o Brasil na Maratona em Tóquio, mas em virtude da pandemia, pelas restrições de viagens e por não ter maratonas, eu retornei para as pistas e foquei na prova que eu sempre corri desde muito nova. Depois deste desafio, agora, retornei para as provas de rua. Estar de volta e conquistar este resultado em uma competição tão emblemática foi muito especial”, ressaltou.