COMPARTILHAR

O GP da China de Fórmula 1 foi o primeiro a ser adiado em função da pandemia do novo coronavírus, mas a possibilidade da corrida ser realizada mais para o fim do ano ainda não foi descartada. Segundo Xu Bin, diretor de esportes de Xangai, já há conversas para uma eventual rodada dupla no circuito chinês.

“Nós seríamos capazes de realizar eventos em Xangai na segunda metade do ano, dependendo da situação da pandemia”, falou Bin para a Radio Popular de Xangai.

O GP da China foi o primeiro adiado oficialmente pela Fórmula 1 (Foto: Reprodução/ F1)

Com o calendário inicial completamente afetado pela covid-19, a Fórmula 1 optou pela realização de duas corridas no mesmo circuito para conseguir estabelecer uma competição e o desejo de promover pelo menos 15 provas neste ano. A medida ocorrerá em Spielberg e Silverstone, na Áustria e Reino Unido, respectivamente.

A FOM (Formula One Management) já estaria planejando as corridas do segundo semestre e teria entrado em contato com Xu Bin para a dupla etapa na China.

“Nenhuma decisão foi tomada, isso precisa ser proposto pela FOM. A F1 anunciou que vai retornar com oito corridas europeias, ainda sem etapas na Ásia. O evento original foi adiado para a segunda metade do ano. Durante as conversas, a FOM perguntou se poderíamos realizar duas corridas em Xangai. Não foi decidido ainda, vai depender da situação da pandemia”, completou o diretor.

Com quase quatro meses de atraso, a temporada 2020 da Fórmula 1 começará no dia 5 de julho, na Áustria. Confira aqui o calendário da categoria.

Facebook Comments