COMPARTILHAR

Não foi dessa vez que Lewis Hamilton chegou ao título do Mundial de pilotos da Fórmula 1 em 2019. O inglês venceu o GP do México, neste domingo, porém não conseguiu fazer 14 pontos a mais do que Valteri Bottas, diferença necessária para garantir a conquista ainda neste final de semana. O finlandês terminou a prova na terceira colocação. O segundo lugar ficou com Sebastian Vettel, da Ferrari.

A vitória no México deixou Hamilton com 363 pontos na classificação geral. Bottas, mantendo-se na segunda posição da tabela, foi a 289 pontos. Já Vettel somou 18 pontos, indo a 241, na terceira colocação geral.

Mesmo não conseguindo chegar ao título neste domingo, Hamilton está em uma situação muito confortável na competição e tem tudo para sagrar-se campeão no próximo final de semana, no GP dos Estados Unidos, em Austin. O inglês vai em busca do hexacampeonato.

A prova não começou de maneira ideal para Hamilton. Logo na largada, o inglês chocou-se com Verstappen e ambos perderam posições. Precisando se recuperar na corrida, o inglês teve que imprimir forte ritmo e seus pneus superaqueceram, tendo que parar nos boxes logo na 24ª volta.

Leclerc, que havia largado na pole position, não conseguiu ter o mesmo desempenho dos treinos e perdeu posições, inclusive para seu companheiro de equipe Vettel. O monegasco foi prejudicado pela estratégia da Ferrari, que colocou pneus equivocados no carro do piloto.

Com o desenrolar da prova e a parada nos boxes dos concorrentes, Hamilton assumiu a primeira colocação. A maior preocupação do inglês passou a ser o seu pneu, que estava mais desgastado do que o de Vettel e Bottas, que vinham na cola.

Mesmo em situação desfavorável em relação aos perseguidores, Hamilton conseguiu assegurar a liderança até o final da prova. A melhor volta foi de Leclerc, que cravou a marca de 1min19s232.

Facebook Comments