COMPARTILHAR

Goleiro falou sobre titularidade no Fluminense (Foto: Lucas Merçon/ Fluminense F.C.)

O Fluminense vive situação complicada no Campeonato Brasileiro, próximo da zona de rebaixamento, e terá o clássico contra o Vasco, neste sábado, em São Januário. O goleiro Agenor falou com a imprensa nesta quinta-feira e comentou sobre diversos temas. Um deles foi as críticas ao seu peso e a chegada de Muriel.

“Hoje me sinto titular no Fluminense, mas não me sinto acomodado. Procuro a cada dia melhorar mais, evoluir como pessoa. Não ligo muito para essas críticas. Procuro sempre focar no meu trabalho no dia a dia. Minha preocupação agora é o Vasco e é isso o que tenho que fazer”, disse.

O duelo contra os cruzmaltinos vale o distanciamento da degola. O adversário também está próxima da zona de rebaixamento e terá o apoio da torcida. Agenor espera um confronto complicado.

“Podemos esperar um clássico bastante disputado, com as duas equipes buscando a vitória. A postura tem que ser da maneira que viemos jogando, imponto nosso ritmo de jogo, nossa maneira de jogar. Sabemos que clássico é diferente, ainda mais fora de casa. Mas independentemente do adversário, não podemos mudar o que viemos treinando desde o início do ano. Temos que chegar em São Januário, fazer uma boa partida e buscar os três pontos”, declarou.

O goleiro admitiu que, mesmo com boa atuações, a falta de vitórias aumenta a pressão sobre a equipe e o técnico Fernando Diniz.

“O grupo inteiro tem ciência. Sabemos que no Fluminense a pressão é grande. Estamos jogando bem, mas temos que focar em ganhar partidas, somar pontos. O Fluminense não pode ficar na situação que se encontra na tabela, temos que estar na parte de cima”, comentou.

Para o clássico contra o Vasco, o Fluminense vai contar com a estreia do meia Nenê, que chegou nesta semana e vai substituir Ganso, suspenso.

Gazeta Press

Facebook Comments