COMPARTILHAR

Em meio ao escândalo deflagrado pela divulgação de mensagens que levantaram suspeita sobre sua imparcialidade em casos da Lava Jato, o ministro da Justiça, Sergio Moro, esteve ao lado do presidente Jair Bolsonaro (PSL) na tribuna do Estádio Mané Garrincha, em Brasília, para acompanhar o duelo entre CSA e Flamengo, pelo Campeonato Brasileiro.

Palmeirense confesso, Bolsonaro vestiu a camisa do time rubro-negro recebida por um torcedor que se localizava na arquibancada. O vice-presidente Hamilton Mourão, torcedor do Flamengo, usou um casaco da Seleção Brasileira por cima da camisa do clube carioca.

Em foto publicado pelo Flamengo no Twitter, Sergio Moro aparece ao lado de Bolsonaro. O ministro, no entanto, preferiu a formalidade e assistiu ao confronto de terno e gravata.

Em seu momento mais delicado à frente do Ministério da Justiça, Sergio Moro teve conversas com o procurador Deltan Dallagnol reveladas pelo site The Intercept Brasil, nas quais tratavam de assuntos relacionados a processos em andamento – o mais famoso deles envolvendo o ex-presidente Luis Inácio Lula da Silva como réu, no caso do tríplex de Guarujá.

A troca de mensagens com o procurador, realizada no aplicativo Telegram, aconteceu quando Moro era juiz e estava à frente de processos da Lava Jato, o que gerou a suspeita de que Moro não estivesse atuando de forma imparcial.

Sergio Moro defendeu-se e disse que não viu “nada demais” no teor das mensagens. A Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), por sua vez, recomendou o afastamento de Moro e Dallagnol de seus respectivos cargos.

Facebook Comments