COMPARTILHAR

O zagueiro Bruno Alves não escondeu a frustração após mais um tropeço do São Paulo no Campeonato Brasileiro. Passado o empate em 1 a 1 com a Chapecoense, no Morumbi, o defensor reclamou da arbitragem por causa da expulsão de Rodrigo Nestor ainda no primeiro tempo de jogo.

“Sentimento de frustração, a gente vinha tendo o jogo controlado. Em um lance polêmico, que na minha opinião não foi expulsão, porque o árbitro está dentro de campo, tem a velocidade do lance, depois, em câmera lenta, ele dá a expulsão, acabamos sendo prejudicados. Tivemos chances para fazer até 2 a 0, mas agora é pensar no Santos, porque precisamos vencer o mais rápido possível no campeonato”, disse Bruno Alves ao Premiere.

É verdade que ainda restam mais 34 rodadas pela frente, mas o fato de o Tricolor ter somado apenas dois dos 12 pontos disputados até aqui preocupa. O sinal de alerta já estava ligado no CT da Barra Funda e, a partir desta quinta-feira, deve passar a ser ainda mais alarmante.

“É um campeonato longo, mas temos que voltar a vencer o mais rápido possível. A gente lutou, a gente batalhou. Infelizmente, não conseguimos a vitória. Agora é descansar e pensar em vencer o jogo contra o Santos”, prosseguiu Bruno Alves.

O São Paulo visita o Peixe no próximo domingo, às 18h15 (de Brasília), na Vila Belmiro. O clássico marcará o reencontro do técnico Fernando Diniz com seus ex-jogadores.

“Nem estou pensando no Fernando Diniz, estou pensando no São Paulo, ir lá e vencer o jogo”, concluiu o zagueiro são-paulino ao ser perguntado sobre o antigo comandante.