COMPARTILHAR
DIEGO. FOTO: CRF

O Santos se animou com o contrato perto do fim de Diego Ribas e o impasse sobre a permanência no Flamengo. O problema é o meia não ter se animado com o interesse do ex-clube.

Com contrato até julho de 2019, o Menino da Vila tem o desejo de atuar na MLS, nos Estados Unidos, no segundo semestre, caso não estenda seu vínculo com o Rubro-Negro.

Seus salários no Rio de Janeiro são de cerca de R$ 650 mil, mas mesmo assim o presidente José Carlos Peres cogitava a contratação. Uma das esperanças era a boa relação com o executivo de futebol Renato, companheiro na conquista dos títulos brasileiros de 2002 e 2004.

Em entrevista à Gazeta Esportiva, o pai de Diego, Djair Ribas, negou a possibilidade do Peixe. Diante desse “amor não correspondido”, o Alvinegro deve desistir do armador.

“Não vamos apagar nossa história. Isso é o que pensamos. A prioridade agora é terminar nosso contrato”, disse Djair.

O Santos segue à procura de um meia para 2019 para dividir a responsabilidade com Bryan Ruiz e deixar Carlos Sánchez em suas funções preferidas: segundo volante ou meia aberto pela direita.

Lucas Musetti Perazolli

Facebook Comments