COMPARTILHAR

A política de apostar nas categorias de base, aplicada pelo Palmeiras em 2020, alcançou seu auge na goleada por 5 a 0 sobre o Delfin, pelas oitavas de final da Copa Libertadores. Todos os gols da partida disputada no Allianz Parque na noite de quarta-feira foram marcados por jovens formados nas divisões inferiores.

No primeiro tempo, o meio-campista Patrick de Paula (21 anos) abriu caminho para a vitória palmeirense com um golaço da entrada da área. Herói na final do Campeonato Paulista, o jovem vem recuperando espaço e retomou a posição de titular sob o comando de Abel Ferreira.

Na etapa complementar, em dois golaços, Gabriel Veron (18 anos) marcou o segundo após lançamento de Danilo (19 anos) e o quarto com um belo voleio – o atacante ainda cruzou para Willian fazer o terceiro. O quinto foi anotado por Danilo em passe de Gabriel Silva (18 anos).

“Sabemos que temos um potencial grande e subimos porque mostramos muito trabalho na base. O Abel é um excelente profissional, está nos ajudando bastante e só temos que dar nosso melhor em todos os jogos. Independentemente do adversário, sempre buscamos os três pontos”, disse Veron.

No jogo que selou a classificação do Palmeiras às quartas de final da Copa Libertadores, Abel Ferreira usou cinco jovens formados na base: Gabriel Menino, Patrick de Paula, Danilo, Gabriel Veron e Gabriel Silva. Ao falar sobre o assunto, além de elogiar os jovens, o técnico português valorizou os atletas mais experientes.

“O Palmeiras tem uma formação muito capacitada e que potencializa os jogadores, porque os coloca para jogar em diferentes posições. Mas eles são tão importantes quanto o Weverton, o Luan, o Gomez. Essa mescla entre a juventude irreverente e a experiência é que está nos levando nesse caminho”, declarou Abel.

Facebook Comments