COMPARTILHAR

Num campeonato disputado como o Goiás Superbike, estar invicto é uma questão de honra e, ao mesmo tempo, um grande desafio. Na penúltima etapa do campeonato, que será realizada neste domingo (25/11), quatro pilotos têm o objetivo de defender a invencibilidade na atual temporada. Para Wesley dos Reis (150cc), Caíque Lanna (300cc Light), Josué Ferreira (300cc Master) e Vigmar Cardoso (SBK Light), a vitória também pode valer o título antecipado.

A possibilidade existe, mas a matemática não é tão simples. Segundo Roberto Boettcher, presidente da Federação de Motociclismo do Estado de Goiás (FMG), para colocar a mão na taça antecipadamente, os pilotos precisam abrir vantagem de 25 pontos sobre o segundo colocado na tabela de classificação. Para isso, terão de vencer a 4ª etapa e contar com eventual tropeço dos adversários. “Há chances, então é um incentivo a mais para o público comparecer e torcer pelos seus favoritos”.

A situação mais confortável é do adolescente Caíque Lanna. Com apenas 13 anos de idade, ele lidera a 300cc Light e tem vantagem de 16 pontos sobre o segundo colocado da categoria, João Pedro. Na última prova, revelou para quem quisesse ouvir que seu grande sonho é seguir carreira profissional – por isso está tão focado. “Estou bem próximo do título goiano e quero correr nessa reta final seguro, e tentando melhorar”, adiantou sobre sua estratégia para a 4ª etapa.

Na 150cc, Wesley tem 15 pontos de vantagem sobre Ricardo do Amaral. Pela SBK Light o piloto de Catalão, Vigmar Cardoso, tem 11 pontos a mais que o segundo colocado, Pedro Costa. Já na 300cc Master, a diferença é ainda menor. O líder invicto Josué Ferreira tem 75 pontos, ante 66 de Waldemir Borges, que garantiu o segundo lugar nas três provas anteriores. Os demais líderes são: Luciano Lima (SBK Pro), Fernando Tavares (SBK Master), Indiana Munoz (600cc) e Bruno César (Sport 300cc).


Motociclista Solidário

Para a 4ª etapa, a FMG firmou parceria com o Hemocentro e Detran-GO, lançando a campanha Motociclista Solidário. Até sábado (24/11), as pessoas que doarem sangue serão convidadas para o Goiás Superbike. Cada doador poderá resgatar, no dia da corrida, até quatro ingressos de arquibancada na bilheteria do autódromo. A ação faz parte da Semana do Doador Voluntário de Sangue.

Veja os endereços e os horários de atendimento para doação:

– Hemocentro, localizado na Avenida Anhanguera, nº 5.195, Setor Coimbra. Horário de funcionamento: de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 18h.

– Hospital Estadual Alberto Rassi (HGG), localizado na Avenida Anhanguera, nº 6.749, Setor Oeste; de segunda a sexta das 7h às 16h.

– Hospital de Urgências de Goiânia – Governador Otávio Lage de Siqueira (Hugol), localizado na Avenida Anhanguera, nº 14.527, Setor Santos Dumont. Horário de funcionamento: de segunda a sexta-feira, das 7h às 18h30, e no sábado das 7h às 12h.

Para ser um doador de sangue, é preciso ter entre 18 e 55 anos de idade; pesar no mínimo 55kg; ter boas condições de saúde; estar descansado (ter dormido pelo menos 6 horas nas últimas 24 horas) e alimentado (evitando alimentos gordurosos nas três horas que antecedem a doação. Caso seja após o almoço, aguardar duas horas); e apresentar documento original com foto.

O torcedor que não puder ou quiser participar da campanha de doação de sangue poderá adquirir seu bilhete no dia da corrida. Eles estarão à venda na bilheteria do Autódromo de Goiânia, no dia 25 de novembro, pelo valor de R$ 10 (arquibancada) e R$ 30 (box).

O Goiás Superbike é realizado pela FMG, com supervisão da Confederação Brasileira de Motociclismo (CBM) e Off Road, e tem como patrocinadores/parceiros: Detran Goiás, Balada Responsável, Pirelli, Mobil Super Moto, Moto Aires Honda Ducati Champion, Saga Triumph, Saga BMW Motorrad, MR Motos, Moto Aires, Belcar Motos Yamaha, Med Comerce e Seduce (Pró-Esporte).

Facebook Comments