COMPARTILHAR

O Comitê Olímpico do Brasil (COB) anunciou nesta segunda-feira que enviará uma delegação com cerca de 200 atletas brasileiros para treinamento na Europa. A medida foi anunciada às Confederações Olímpicas e faz parte do Programa Emergencial de Apoio ao Sistema Olímpico. O COB vai arcar com passagem, hospedagem e alimentação.

Paulo Wanderley explicou a decisão de enviar atletas para a Europa

A medida anunciada tem Portugal como primeiro país confirmado, por estar em um estágio avançado no combate à covid-19, além de um bom relacionamento com o Comitê Olímpico. “Temos uma relação estreita com o Comitê Olímpico Português e já tínhamos iniciado as negociações para a Missão Paris 2024. Com a pandemia, acreditamos que usar as instalações esportivas portuguesas nos permitirá oferecer aos atletas locais seguros e de alto nível para que retomem suas atividades”, explica o diretor geral do COB e campeão Olímpico de Judô, Rogério Sampaio.

A missão deve incluir atletas de diversas modalidades e segue em fase final de planejamento. Além de arcar com os custos da delegação, o investimento será coberto por parte dos R$ 15 milhões previstos no orçamento da entidade de 2020 dentro do Programa de Preparação Olímpica originário da Lei das Loterias.

“O COB entende o momento peculiar que todo o mundo está passando, com impacto direto em todos os segmentos da sociedade, inclusive o esporte. Nesse sentido, cumprimos nosso papel de manter o Sistema Olímpico saudável e oferecer a nossos atletas as melhores condições de treinamento e performance, com a máxima segurança”, afirma o presidente da entidade, Paulo Wanderley Teixeira.

“Para o COB é preocupante ver nossos atletas sem condição de treinamento em virtude da necessidade real de mantermos o isolamento para controle da pandemia no país. Sabemos o quão importante é vencermos a batalha contra o coronavírus, ao mesmo tempo que trabalhamos para que o Time Brasil esteja em pé de igualdade com seus principais adversários”, afirma o chefe de missão nos Jogos Olímpicos de Tóquio e vice-presidente do COB, Marco Antônio La Porta Jr.

A Missão Portugal dá continuidade ao pacote das primeiras 15 medidas desenvolvidas pelo COB desde março. Nesse sentido, ademais ao envio de atletas à Europa, o COB está finalizando seu protocolo de retomada aos treinos. Um manual que deve orientar a utilização do CT do Brasil, no Rio de Janeiro.

“Buscamos referências de diversos comitês olímpicos do mundo, que já se encontram em estágios avançados em relação ao Brasil no combate à pandemia. Nosso objetivo é ter um guia completo para referência de atletas e instituições”, diz o diretor de esportes do COB, Jorge Bichara.

Facebook Comments