COMPARTILHAR

Embora o Palmeiras tenha perdido para o Ceará no domingo, a partida teve um ponto positivo para o Verdão. O volante Felipe Melo se recuperou de uma fratura no tornozelo esquerdo e retornou aos gramados depois de quase três meses.

O técnico Abel Ferreira colocou o “Pitbull” no lugar de Patrick de Paula, aos 28 minutos do segundo tempo, e o jogador ganhou a chance de recuperar o ritmo de jogo. Dentro de campo, acertou lançamentos e ajudou na recomposição da defesa, mas acabou sendo amarelado após errar um domínio e cometer falta.

Felipe Melo voltou a jogar na partida contra o Ceará (Foto: Divulgação/Cesar Greco)

No entanto, apesar de seu retorno ser importante para a sequência da temporada do Palmeiras, Felipe Melo ainda não tem vaga garantida no time titular da final da Libertadores, no dia 30 de janeiro. O treinador destacou que o atleta está ansiosos para voltar a jogar e pode ajudar a equipe de diversas formas, mas é preciso “ter muita paciência” com ele.

“O Felipe tem muita vontade, é um jogador que pode nos ajudar de várias maneiras. O colocamos hoje (domingo) para avaliá-lo, mas temos que ter muita paciência. É uma ausência muito grande, mas ele fraturou o tornozelo, não foi uma lesão muscular, mas está aí para nos ajudar. Ele nos ajudou hoje, certamente não o jogo todo, mas pode nos ajudar em algum momento especial que possamos precisar dele”, declarou.

Mesmo com tanto tempo fora de campo, o volante iniciou a 32ª rodada como um dos jogadores com mais interceptações na atual temporada, ocupando a oitava colocação com 17 ações. Além disso, é o atleta que mais vezes jogou como capitão do Palestra, em 29 oportunidades.

Felipe Melo se machucou no dia 8 de novembro do ano passado, na partida contra o Vasco pelo Brasileirão. Ele teve de passar por cirurgia e voltou ao time na última segunda, na vitória sobre o Corinthians por 4 a 0, mas permaneceu no banco de reservas.