COMPARTILHAR

Em final espetacular, Max Verstappen, da Red Bull, se tornou campeão de Fórmula 1 pela primeira vez na carreira. Neste domingo, o holandês ultrapassou Lewis Hamilton, da Mercedes, na última volta e venceu o GP de Abu Dhabi.

Com isso, Max frustrou os planos de Hamilton de se tornar octacampeão e, consequentemente, o maior vencedor da F1.

Ambos chegaram na última prova do ano empatados com 369,5 pontos. Com o triunfo, o holandês terminou com 395,5, enquanto o rival somou 387,5.

Não faltaram emoções na última corrida da temporada. Logo na largada, Hamilton ultrapassou Verstappen e conseguiu abrir boa vantagem para o rival.

Pouco tempo depois, o piloto da Red Bull encostou no inglês e conseguiu ultrapassá-lo, contudo, ambos se tocaram. Hamilton saiu para fora da pista e retomou a liderança.

A equipe austríaca solicitou que Hamilton devolvesse a posição, contudo, os comissários da prova apenas pediram para o piloto reduzir a vantagem que ele adquiriu ao exceder os limites de pista.

Na volta 14, Verstappen foi para os boxes e trocou os pneus macios pelos duros. Ele voltou em quarto e, sem dificuldades, ultrapassou Norris, da McLaren. Na volta seguinte, Hamilton também parou e colocou pneus de faixa branca. O inglês voltou atrás de Sergio Pérez, companheiro de Max.

Verstappen vinha embalado para colar nos primeiros colocados, mas sofreu com Sainz, da Ferrari, e apenas tomou o terceiro lugar na volta 18.

Duas voltas depois, Hamilton e Pérez travaram o duelo mais emocionante da prova, com os dois trocando de posições. O inglês conseguiu ultrapassar o piloto da Red Bull na volta seguinte, contudo, o duelo permitiu a Verstappen encostar nos primeiros colocados. Após Hamilton retomar a liderança, Perez e o piloto holandês trocaram de posições.

Porém, o piloto da Mercedes não foi incomodado por Verstappen e conseguiu abrir boa vantagem novamente.

Na 29ª volta, Kimi Raikkonen, que se aposenta nesta temporada, teve que abandonar a corrida. O piloto relatou problemas no freio.

Giovinazzi, na volta 36, teve um incidente e também teve que sair. Para a retirada do carro, o safety car virtual foi acionado. A Red Bull aproveitou para parar Verstappen e Pérez e fazer uma nova troca de pneus, já a Mercedes optou por manter Hamilton na pista. Alonso e Gasly, que não haviam realizado nenhuma parada, também foram aos boxes. A bandeira verde foi dada na volta 38.

Na reta final, Verstappen conseguiu reduzir a diferença para Hamilton, mas com muitas dificuldades de ultrapassar.

Na volta 53, Latife rodou e bateu no guard rail, e o Safety Car foi acionado novamente. Isso auxiliou o piloto holandês. A bandeira verde foi data no final da penúltima volta, com Verstappen e Hamilton lado a lado. O piloto da Red Bull levou a melhor e conquistou o título da F1.