COMPARTILHAR

O Santos tem uma pedreira pela frente nesta quinta-feira pela Copa Sul-Americana: enfrenta o tradicional Independiente (ARG), às 19h15 (de Brasília), em Avellaneda. A equipe brasileira entrará em campo com a vantagem de 1 a 0 obtida na Vila Belmiro, mas a ordem é não se acomodar com o resultado conquistado na semana passada.

“Nosso maior perigo é se apoiar na vantagem que conquistamos em casa. Vimos o Grêmio  e isso mostra como essa competição é traiçoeira. Temos que entrar desde o começo pensando apenas na vitória”, comentou o zagueiro Luiz Felipe, após o último treino da equipe em solo argentino.

“O Independiente é uma equipe qualificada e bem treinada. Fizeram um ótimo segundo tempo na Vila Belmiro e imaginamos que aqui vai ser bem mais difícil. Então temos que estar atentos para não sermos surpreendidos”, emendou o defensor

Para a decisão, o técnico Fernando Diniz não contará com Moraes por causa de uma lesão na coxa e escalará Felipe Jonatan. Jean Mota, em contrapartida, retorna após a suspensão contra o Red Bull Bragantino pelo Campeonato Brasileiro.

Pelo que treinou na Argentina, Madson e Carlos Sánchez devem ser titulares. Pará e Gabriel Pirani trabalharam entre os reservas.

A provável escalação é: João Paulo, Madson, Luiz Felipe, Kaiky e Felipe Jonatan; Camacho, Jean Mota e Carlos Sánchez; Marinho, Marcos Guilherme e Kaio Jorge.