COMPARTILHAR

Neste sábado, o Palmeiras venceu a Juazeirense por 2 a 1, de virada, na Arena Barueri, na partida de ida da terceira fase da Copa do Brasil. Marcos Rocha foi titular na lateral direita e, como vem acontecendo neste ano, teve uma função mais defensiva.

Aquele camisa 2 que fazia diversas ultrapassagens no Verdão não é mais visto em campo. Hoje, Marcos Rocha atua praticamente como um terceiro zagueiro pela direita quando o time tem a bola. Em entrevista coletiva, o jogador falou sobre suas novas responsabilidades e analisou sua adaptação.

“Dentro de campo, o Abel me dá bastante tranquilidade, mesmo jogando hoje em uma função diferente. Vocês estavam acostumados a ver o Marcos Rocha mais ofensivo, sempre chegando ao ataque. Hoje, estou tentando equilibrar mais a equipe, tendo a opostunidade de chegar uma hora ou outra, vindo de trás para frente. Foi uma adaptação para mim. Alguns torcedores falam que o ‘Rocha não passa, não sobe’, mas hoje a gente faz o que é preciso para que a equipe vença”, disse Marcos Rocha.

“O Abel me cobra bastante nessa nova função, de trás para frente. Eu sempre brinco com ele que está me colocando de zagueiro, e ele me fala que agora eu sou um lateral que vou de trás para frente. Toda a sua comissão me passa detalhes sobre esse novo posicionamento. Acho que estou me adatando bem, estou gostando de jogar nessa função, apesar de gostar bastante de chegar ao ataque e ser produtivo ofensivamente. Hoje, meus números defensivos são bem compatíveis com aquilo que faço dentro de campo. Acho que estou agradando ele (Abel)”, completou.

Enquanto Marcos Rocha tem uma função mais ofensiva, o lateral esquerdo se projeta mais ao ataque, dando amplitude por aquele lado. Sem Piquerez, que foi poupado, foi Jorge que executou essa função neste sábado. Enquanto isso, o responsável por abrir o campo pelo lado direito é Dudu.

Contra a Juazeirense, Marcos Rocha chegou à importante marca de 200 partidas pelo clube alviverde. No Palmeiras desde 2018, o lateral direito renovou em abril seu contrato com o Palestra até o final de 2023.

A partida de volta entre as duas equipes pela Copa do Brasil acontece no dia 11 de maio, no Estádio do Café, em Londrina, às 19h (horário de Brasília). O próximo compromisso do Palmeiras é válido pela Libertadores, contra o Independiente Petrolero, na Bolívia, às 21h30 da terça.

Pedro Nascimento