COMPARTILHAR

Na manhã deste sábado, o elenco do Palmeiras se reapresentou na Academia de Futebol após a vitória por 2 a 1 sobre a Juazeirense, na Arena Barueri, pela Copa do Brasil. O Verdão iniciou a preparação para o próximo compromisso, que terá um elemento complicador: a altitude.

Na terça-feira, o Palmeiras encara o Independiente Petrolero-BOL, às 21h30 (horário de Brasília), em Sucre. A cidade boliviana é localizada a 2.800 metros acima do nível do mar, e o Verdão busca adaptar o trabalho para o cenário que encontrará.

Para isso, os goleiros do Alviverde treinaram grande parte do tempo com uma bola com gás hélio em seu interior. Como explicou o preparador da posição Rogério Godoy, a intenção é simular a velocidade da bola na altitude.

“O gás hélio é mais leve que o gás colocado na bola normalmente e dá um pouco mais de velocidade e trocas de direções. É uma adaptação para aquilo que a gente vai encontrar lá na altitude. A primeira etapa foi aqui e vamos concluir no treino pré-jogo todas essas situações diferentes”, disse o preparador.

Os jogadores que foram titulares na vitória sobre a Juazeirense permaneceram nas dependências internas do CT, realizando um trabalho de recuperação física. Enquanto isso, o restante do elenco foi a campo e participou de atividades técnicas e táticas comandadas pela comissão de Abel Ferreira.

Após o almoço na Academia de Futebol, a delegação rumou ao Aeroporto de Guarulhos, onde embarcará para a Bolívia. O time alviverde encerra a preparação na segunda, às 11h (horário local), em campo anexo do Estádio Olímpico Pátria, palco da partida contra o Petrolero.