COMPARTILHAR

Rogério Ceni decidiu abrir o jogo após o empate sem gols com o Athletico-PR, nesta quarta-feira, no Morumbi, pela 34ª rodada do Campeonato Brasileiro. O treinador do São Paulo mostrou um certo incômodo com as expectativas em torno de sua equipe, indicando que o torcedor terá de se conformar com uma realidade bastante difícil a curto e médio prazo.

“O São Paulo ganhou nove partidas em 34. Não é de agora que os problemas vêm. Qual foi a sequência de vitórias que o São Paulo teve no campeonato como um todo? Gente, é um momento de dificuldade. Está na hora de as pessoas entenderem a realidade do clube. Serão anos difíceis pro São Paulo com qualquer profissional que esteja aqui, com qualquer diretoria”, afirmou.

Poucos personagens são-paulinos têm tanta autoridade para analisar a atual situação do São Paulo como Rogério Ceni. Jogador do clube por 25 anos, o ex-goleiro está na sua segunda passagem como treinador e sabe bem o que o São Paulo foi e no que se transformou.

“As dificuldades existem, têm que ser explicadas. O torcedor terá que ser paciente, é um momento crítico da história do clube. Pra quem viveu aqui por 25 anos, é um momento difícil, crítico. O torcedor vem ao estádio não pela atual fase, mas, sim, pela paixão, pela história, pela camisa, pelos títulos”, completou.

Tentando evitar que o São Paulo chegue ao fundo do poço, o técnico Rogério Ceni terá poucos dias para trabalhar a equipe visando o próximo compromisso no Campeonato Brasileiro. O elenco tricolor se reapresentará nesta quinta-feira, mas os titulares deverão realizar apenas trabalhos regenerativos. Como o duelo com o Sport está marcado para o sábado, os jogadores terão apenas a atividade de sexta-feira para corrigir os erros e aprimorar o que foi apresentado contra o Athletico-PR.

Marcelo Baseggio