COMPARTILHAR

Mais do que um clássico. A partida entre São Paulo e Corinthians, neste sábado, às 19h (de Brasília), no Morumbi, marcará o 150º jogo da carreira de Vitor Bueno como jogador profissional. Revelado pelo Botafogo-SP, o meia-atacante é peça-chave do esquema do técnico Fernando Diniz e vem sendo decisivo para o Tricolor desde a chegada do comandante.

Dos seis gols marcados pelo São Paulo em 2020, Vitor Bueno teve participação direta em três. Logo na estreia pelo Campeonato Paulista, contra o Água Santa, o meia-atacante deu duas assistências para gol. Contra o Novorizontino, voltou a ser decisivo, fazendo o cruzamento para Brenner empatar a partida, que sofreu grande influência dos erros da arbitragem.

Com 34 jogos pelo São Paulo, Vitor Bueno foi titular em todas as partidas da atual temporada e desde a chegada de Fernando Diniz é o jogador mais eficiente do elenco. Ao todo, ele já participou de sete gols, marcando quatro e dando outras três assistências, números que justificam sua cadeira cativa entre os 11 iniciais do Tricolor.

Dando seus primeiros passos na carreira com a camisa do Botafogo-SP, Vitor Bueno acabou despontando para o cenário nacional em 2015, quando chegou ao Santos, por empréstimo. Após duas temporadas, o meia-atacante acabou assinando contrato com o Peixe, clube pelo qual disputou 100 jogos.

No segundo semestre de 2018, Vitor Bueno se transferiu para o Dinamo de Kiev, da Ucrânia, mas não teve muito sucesso por lá. No clube europeu, o jogador atuou em três partidas e foi companheiro de Tchê Tchê, jogador com o qual voltaria a conviver no São Paulo.

Neste sábado, contra o Corinthians, no Morumbi, a tendência é que Vitor Bueno seja mantido na equipe titular. Apesar de Antony ter voltado ao São Paulo, o ataque não deve sofrer mudanças no lado esquerdo, onde o meia-atacante costuma atuar. Assim, tudo leva a crer que é Pablo que pode ir parar no banco de reservas, com Alexandre Pato sendo mantido como “9”.

Facebook Comments