COMPARTILHAR

O São Paulo se reapresentou no CT da Barra Funda no início da tarde desta terça-feira após a vitória por 2 a 1 sobre o Santos, no Morumbi, pelo Campeonato Brasileiro. Sem tempo para comemorar, o elenco tricolor iniciou a preparação para o importante confronto com o Everton, do Chile, na Copa Sul-Americana.

Para essa partida, o técnico Rogério Ceni não poderá contar com Nikão, que segue tratando um trauma no tornozelo esquerdo, e Tiago Volpi, com dores no ombro direito. Gabriel Sara, por sua vez, se recupera de cirurgia no tornozelo direito.

Léo Silva e Luiz Henrique, que disputaram a Copinha deste ano pelo São Paulo, foram relacionados pela primeira vez para uma partida do time profissional.

O treino

Os titulares do São Paulo no clássico contra o Santos fizeram um trabalho regenerativo no CT da Barra Funda nesta terça-feira. Enquanto isso, o técnico Rogério Ceni comandou um coletivo de 11 contra 11, promovendo ajustes táticos.

Por causa da maratona de jogos neste mês de maio – serão nove partidas no período – e as desgastantes viagens nesta altura da temporada, a comissão técnica vem dosando a carga de trabalho, além de promover o rodízio no elenco, para evitar um maior risco de lesões.

A delegação do São Paulo embarca para o Chile ainda nesta terça-feira. O confronto com o Everton está marcado para a próxima quinta, às 19h15 (de Brasília), no estádio Sausalito, em Viña del Mar.

Para confirmar sua classificação nesta quarta rodada da fase de grupos da Sul-Americana, o São Paulo precisa vencer o Everton e torcer para que o Ayacucho não vença o Jorge Wilstermann.