COMPARTILHAR

Rogério Ceni pode recorrer a uma formação mais defensiva para enfrentar o Corinthians na próxima segunda-feira, às 20h (de Brasília), no Morumbi. Tendo pela frente um rival que vive um bom momento e perdeu apenas um dos últimos 11 jogos, o novo comandante tricolor não terá Luan, mas pode substituí-lo pelo uruguaio Gabriel Neves.

Luan sofreu uma avulsão tendínea de adutor da coxa esquerda no treino da última quarta-feira, no Morumbi, o primeiro de Rogério Ceni nesta segunda passagem como treinador do São Paulo. A lesão do volante é considerada um tanto quanto incomum, mas não requer cirurgia. A tendência é que ele fique afastado dos gramados pelas próximas semanas.

Gabriel Neves, por sua vez, foi um dos últimos reforços a desembarcarem no Morumbi para a atual temporada. Revelado pelo Nacional, do Uruguai, o volante foi contratado justamente para fazer “sombra” a Luan, que não tinha concorrentes para exercer a função de primeiro volante, mas até agora não teve muitas chances para mostrar seu futebol.

Gabriel Neves entrou em campo pelo Tricolor em quatro jogos, sempre no segundo tempo. No total, o volante soma 100 minutos jogados e agora mira, enfim, sua primeira oportunidade como titular do São Paulo, o que pode acontecer justamente no clássico contra o maior rival.

Há outras opções para compor o meio-campo com a ausência de Luan. Contra o Ceará, Liziero exerceu a função de primeiro volante, mas, como o Corinthians tem um time muito mais qualificado, com homens de frente como Willian e Roger Guedes, além das chegadas de Giuliano e Renato Augusto, Rogério Ceni pode acabar optando por fortalecer o sistema defensivo do Tricolor, abrindo mão de um atleta mais técnico como cabeça de área.