COMPARTILHAR

A edição de 2022 do Rio Open começa nesta segunda-feira, no Jockey Club Brasileiro. Os fãs de tênis terão a oportunidade de ver em ação o prodígio Carlos Alcaraz, que enfrentará o compatriota espanhol Jaume Munar por volta das 19 horas (de Brasília), na quadra Guga Kuerten.

Alcaraz estreará com boas recordações. Foi em 2020, aos 16 anos, que ele conquistou sua primeira vitória em um torneio nível ATP. Hoje, aos 18, vem se consolidando no circuito mundial com bons resultados – atual 29º do ranking, conquistou o primeiro título no ano passado, em Umag.

“Desde a primeira vez que vim, cresci muito, tanto como jogador como pessoalmente. Acho que sou capaz de fazer grandes coisas, confio no meu jogo, no nível que estou jogando e creio que posso fazer um bom torneio”, disse o jovem. Adversário da estreia, Munar é o atual 90º do ranking.

A abertura da rodada, às 16h30, será entre o uruguaio Pablo Cuevas, campeão da edição 2016, e o experiente espanhol Pablo Andujar, semifinalista em 2014. A torcida brasileira também poderá prestigiar Felipe Meligeni, que enfrenta o sérvio Miomir Kecmanovic após o jogo de Alcaraz. Os portões serão abertos às 15 horas.

Meligeni, que recebeu convite da organização depois de fazer sua melhor temporada no ano passado, enfrentará um jogador vindo do qualifying e bem perigoso. Kecmanovic, de 22 anos, é um dos fortes nomes da nova geração e já tem um título de ATP na carreira.

A rodada tem mais um jogo, entre o chinês Juncheng Shang e o espanhol Pedro Martinez, às 16h30, na quadra 1. Apesar da pouca idade, o asiático vem impressionando o mundo do tênis, já que foi número 1 do mundo do ranking da ITF em 2021 e ocupou a posição por quase um ano.