COMPARTILHAR

Marcelo Melo vai disputar os Jogos Olímpicos com o gaúcho Marcelo Demoliner. Nesta quarta-feira, Bruno Soares teve de desistir da participação em Tóquio por causa de um apendicite, impedindo que a dupla de mineiros jogasse a terceira Olimpíada junta. Soares passou por cirurgia e Melo e Demoliner já iniciaram os treinos visando a estreia. O tênis começa no sábado no Japão, sexta-feira no Brasil. O sorteio das chaves será nesta quarta, às 23h (horário de Brasília), já quinta-feira em Tóquio.

“O Bruno não estava bem desde a chegada, tentou melhorar, fez tratamento com antibióticos, mas apendicite é perigoso e, em conjunto com o COB (Comitê Olímpico do Brasil), a organização da Olimpíada e o seu médico, a decisão foi pela cirurgia. Estamos todos torcendo para que se recupere logo”, explicou Marcelo.

Melo disputa em Tóquio a sua quarta Olimpíada (Pequim-2008, Londres-2012 e Rio-2016). Com Demoliner, já jogou pelo Brasil na Copa Davis, na Colômbia, em 2018, vencendo os colombianos Juan Sebastian Cabal e Robert Farah.

Inicialmente, Demoliner participaria em Tóquio com o cearense Thiago Monteiro. Com a desistência de Bruno, o Brasil passa a ter seis representantes: Monteiro e o mineiro João Menezes, em simples, Melo, Demoliner e as paulistas Luisa Stefani e Laura Pigossi nas duplas.

“Vamos fazer o possível e o impossível para buscar uma medalha. Estamos preparados para fazer um bom resultado. A chave de duplas está forte, com as melhores parcerias do mundo aqui. Vamos passo a passo, treinando com todo o Time Brasil. Olimpíada é muito especial, a energia é muito boa. Temos que ir com tudo. Infelizmente, o Bruno teve de passar por isso, mas felizmente o Demoliner estava aqui também e, pelas regras, pudemos fazer a substituição”, completou Melo.