COMPARTILHAR

A equipe brasileira que vai disputar a Copa Davis sofreu uma mudança inesperada. João Menezes sentiu uma lesão no joelho e, por isso, não viajará com a equipe para o confronto contra o Líbano, nos dias 18 e 19 de setembro. Para o seu lugar, Matheus Pucinelli, que já estava incluso na delegação, participará da semana com o grupo nos treinamentos.

João Menezes jogou nesta quarta-feira no Challenger de Como, na Itália, e foi superado pelo alemão Daniel Altmaier por 2 sets a 0. Durante a partida, o brasileiro voltou a sentir o desconforto no joelho que o acompanha desde o fim dos Jogos Olímpicos.

“Já sofri com lesão no joelho no passado e operei três vezes. Depois dos Jogos Olímpicos, voltei a sentir dores fortes e estava jogando a base de anti-inflamatório. No jogo que fiz hoje, claramente deu para notar que eu não estava conseguindo me movimentar bem, me apoiar na perna”, explica Menezes.

Mesmo fora do confronto contra o Líbano, o tenista seguirá na torcida. “Para mim, é sempre uma honra jogar defendendo o Brasil. Fiquei extremamente triste e chateado por não ter condição de jogo, pois essas semanas de Copa Davis são sempre muito importantes e é uma ótima oportunidade para trabalhar com o Jaime”, lamenta.

O paulista Matheus Pucinelli, de 20 anos, já havia sido chamado pelo capitão Jaime Oncins para treinar com a equipe. Agora, ele foi promovido para o grupo principal, com chance de ser colocado em quadra.

Matheus atravessa uma boa temporada, ano em que começou na 679ª posição do ranking da ATP. Com três títulos de nível ITF na temporada (M15 de Antalya, M15 de Cairo e M25 de Kiseljak), ele subiu na classificação e, atualmente, é o 334º.

“Fiquei muito chateado pela situação do João. Eu estava aqui no torneio com ele, fiquei sabendo do problema físico e é uma pena não podermos contar com ele no time. Infelizmente, foi desta maneira, mas entrar no time pela primeira vez é também uma grande oportunidade. Tenho certeza que será uma experiência muito boa para minha carreira e estou disposto a ajudar o time ao máximo. Agradeço muito ao Jaime pela convocação”, declara Pucinelli.