COMPARTILHAR

No dia 30 de outubro de 1994, o Brasil conquistou a primeira medalha da história do vôlei feminino em Mundiais. Naquela data, a Seleção foi derrotada por Cuba, por 3 sets a 0, e ficou com a prata, em partida realizada em São Paulo.

O Brasil teve 100% de aproveitamento na fase de grupos da competição e seguiu com força até a decisão. A Seleção passou pelo Japão nas quartas e Rússia na semifinal. Na final, no entanto, as brasileiras não foram páreas para o forte time cubano, liderado por Regla Torres, melhor jogadora do campeonato.

“Foram tempos tão gostosos. Jogamos juntas praticamente em dois olímpicos juntas e foi muito bacana saber que plantamos uma sementinha com essa geração”, relembrou Virna.

Um dos destaques técnicos do Brasil, Fernanda Venturini rememorou o clima vivido pela Seleção no Mundial de 1994.

“O Bernardo chegou pouco tempo antes e não treinamos o quanto gostaria, mas foi uma competição emocionante. Pegamos aquela geração de Cuba que venceu tudo na final. Demos azar e ao mesmo tempo demos sorte porque jogar contra as melhores do mundo fez com que o nosso time crescesse. Aquela seleção deixou saudade. Foi muito emocionante jogar em São Paulo, com o ginásio lotado. Só tenho boas lembranças daquele momento”, disse a levantadora.

Já Ana Flávia destacou a importância que Bernardinho teve na campanha do Brasil. O treinador assumiu o comando da Seleção Brasileira feminina naquele ano.

“Foi uma geração muito abençoada. Jogadoras talentosas tecnicamente e muito fortes de cabeça. A mudança com a entrada do Bernardo foi grande em todos os sentidos, principalmente na parte psicológica do grupo. Todas estavam focadas e certas que poderíamos e iríamos estar no pódio em todas as competições internacionais. Me lembro que havíamos ficado em sétimo lugar na China e nesse Mundial fizemos a final com Cuba no Brasil. Essa foi a geração que tinha Cuba como o grande desafio e por muitas vezes conseguimos superá-las. Não conseguimos jogar bem na final. Poderíamos ter jogado muito melhor, mas faz parte, já havíamos dado um grande salto em tão pouco tempo”, disse Ana Flávia.

Desde então, o Brasil foi vice-campeão em outras duas edições do Mundial de vôlei feminino. Em 2006 e 2010, a Seleção chegou à grande decisão, porém em ambos os anos foi derrotada por 3 sets a 2 pela Rússia. Além disso, as brasileiras levaram a medalha de bronze em 2014, quando derrotou a Itália por 3 sets a 2, em 2014.

Facebook Comments