COMPARTILHAR
Lucarelli, o melhor jogador da Superliga Cimed 18/19 (Créditos: Gaspar Nobrega/Inovafoto/CBV)

O título da Superliga conquistado pelo Taubaté na noite deste sábado, após vitória por 3 sets a 1 (25/21, 25/22, 21/25 e 25/20) sobre o Sesi, teve um gosto diferente para um jogador em especial: Lucarelli.

Depois de ficar pouco mais de oito meses fora das quadras por conta de uma lesão no tendão de Aquiles, o jogador retornou durante a competição e foi peça decisiva na companha, tendo inclusive sido eleito MVP da competição.

“Se for pegar pela temporada, talvez não dessem a nossa equipe como candidata ao título pelos altos e baixos que apresentamos ao longo da temporada. E ser coroado com esse título é muito bom. A equipe merece bastante, lutou muito, passou por cima de vários momentos ruins, sangramos muito na quadra para poder curtir esse dia de hoje com esse título”, disse.

O jogador falou também sobre o seu processo de recuperação, e fez questão de exaltar o papel do departamento médico da equipe de Taubaté.

“Quando eu comecei a treinar, havia uma diferença muito grande em relação aos demais. Sabia que ia demorar muito para entrar no ritmo, mas confiava bastante na equipe médica de Taubaté e todos me deram uma tranquilidade muito grande. Em momento algum houve pressa para eu voltar e com o passar do tempo, fui ganhando confiança e isso foi muito importante”, afirmou.

Lucão, contratado como um dos principais reforços da equipe para o ano, celebrou a conquista, e também citou o duro caminho que o Taubaté teve rumo ao título.

“Nosso time sofreu bastante nessa Superliga. Chegamos nas fases finais de todos os campeonatos que disputamos na temporada. O Sesi teve o melhor desempenho em toda a fase classificatória e muitas pessoas não acreditaram na nossa equipe. Tivemos a troca de três técnicos, mas sempre treinamos bastante. Uma palavra para esse time é resiliência porque mesmo com muitos momentos de dificuldades nos continuamos acreditando e trabalhando forte”, completou.

Facebook Comments